...

...

ANARQUISTAS!! NÃO SIRVAM DE "CAMISINHA" DA ESQUERDA COVARDE

Os escaladores sociais disfarçados de socialistas neste momento aplaudem qualquer uso da força contra o governo Temer. Perderam momentaneamente importantes fontes que lhes permitiam viver como burgueses.

Agora, o principal problema do anarquismo é o de servir de “camisinha” aos esquerdistas que estão maluquinhos para voltar ao poder. A falácia do típico militante esquerdista costuma contemplar elogios aos anarquistas em tempos de crise porque a juventude anarquista possui matéria prima escassa nos redutos pequeno burgueses da intelectualidade esquerdista, a coragem.

Contribuir com a queda do governo Temer significa ajudar um Lula, um Ciro Gomes, uma Marina; Significa servir de “camisinha” na grande SURUBA pelo poder nacional. Esse perigo tem sua razão de existir. Historicamente muitos anarquistas serviram de “camisinha” pra esquerda. Nunca te perguntastes por quê?

É comum rotular o anarquismo como alternativa radical de esquerda por quê o bom anarquista se importa com os pobres. Falácia total! A esquerda e a direita se baseiam em propostas de poder mediante o uso de partido e estruturas hierárquicas, não existe esquerda e direita sem organização hierárquica e sem projeto de PODER. O anarquismo é a alternativa para justamente fugir dessa estrutura de interpretar e administrar a natureza. Quem, sendo anarquista, aceita o rótulo de esquerdista manifesta no mínimo sinal de autoestima baixa e necessidade exacerbada de pertencimento grupal, desconhecendo, portanto, a origem da dicotomia esquerda / direita. Onde estavam os anarquistas na Revolução Francesa? Talvez festejando a queda do Rei, mas no Parlamento francês nunca entraram.

A necessidade da liberdade e da autogestão neste momento se impõem, a sociedade está cada vez mais desgostosa com o modelo decadente e ridículo de escaladores sociais, oportunistas, demagogos, hipócritas em geral travestidos de “salvadores da pátria”, “luminares”, “santinhos da ética”. O exemplo diz mais do que a falácia, a sociedade brasileira já não engole a isca das falácias socialistas, já não quer ser mulher de malandro e parece estar mais atenta. É preciso impor o exemplo da liberdade e da autogestão como ferramenta de transformação, quem quiser seguir que siga. Distribuir sopa, resgatar animais da rua, apresentar aos jovens as falácias do puxa-saquismo de esquerda, exercitar a liberdade em todas as suas formas possíveis, apontar as armadilhas do controle social “bem intencionado”, dizer aos félas das p&*¨%$ que o seu tempo acabou.

porque ...NÃO EXISTE ANARQUISMO DE ESQUERDA NEM DE DIREITA.